Make your own free website on Tripod.com

 Inicio |  geometria descritiva 1 |  geometria descritiva 2  |  geometria descritiva 3  | geometria descritiva 4 | geometria descritiva 5  |  gd-online  

Os nossos conhecimentos da actualidade permitem aos designers, engenheiros, ou arquitectos, resolver facilmente no plano da sua mesa de trabalho, ou num computador, problemas de geometria em que se consideram as três dimensões.

Contudo não foi sempre assim, foi só no séc. XVIII, que Gaspard Monge (1746-1818) formulou as regras da Geometria Descritiva, enquanto ciência, generalizando os métodos introduzidos pelos artistas do Renascimento e apresentando, de forma sistematizada, os diversos métodos de representação rigorosa, no plano do desenho que tinham sido abordados de forma dispersa até então.

Gaspard Monge desenvolveu um método para aplicação da geometria aos problemas da construção. Ele introduziu dois planos de projecção perpendiculares entre si para descrição gráfica dos objectos sólidos. Estas técnicas foram generalizadas num sistema chamado Geometria Descritiva ou sistema de Projecções Ortogonais, no seu tratado "Geometrie Descriptive", 1795, na sequência das aulas dadas na Ecole Normale.

O objectivo da Geometria Descritiva é, como Gaspard Monge refere no prefácio desse documento é:

"Representar com exactidão, sobre desenhos que só tem duas dimensões, os objectos que na realidade têm três e que são susceptíveis de uma definição rigorosa".

Figura 2

A Geometria Descritiva fornece ao desenho técnico a base geométrica do estudo das relações espaciais que as formas tridimensionais apresentam em projecção, não visando expressivamente a solução de problemas técnicos. Mas é o desenho técnico que concretiza no plano do desenho, a descrição rigorosa das formas dos objectos, como meio de comunicação entre quem os projecta e quem os fabrica ou constrói.

 Inicio |  geometria descritiva 1 |  geometria descritiva 2  |  geometria descritiva 3  | geometria descritiva 4 | geometria descritiva 5  |  gd-online